O que é a vida? Um breve rascunho sobre esse tema à luz da antropologia

Data publicação 02/02/2024

O que é a vida?  Um breve rascunho sobre tema à luz da antropologia

Pastor Washington Roberto Nascimento

A antropologia encontra-se relacionada com várias disciplinas, a biologia é uma delas.

A biologia estuda os organismos vivos, que estão divididos em muitos campos especializados, que cobrem sua morfologia, fisiologia, anatomia, comportamento, origem e distribuição.

A biologia é o estudo científico da vida. É uma ciência natural com um amplo escopo, mas tem vários temas unificadores que a unem como um campo único e coerente.

Por exemplo, todos os organismos são constituídos por células que processam informações hereditárias codificadas em genes, que podem ser transmitidas às gerações futuras. 

Outro tema importante é a evolução, que explica a unidade e a diversidade da vida. Evolução no sendito de desenvolvimento, progresso. 

O processamento de energia também é importante para a vida, pois permite que os organismos se movam, cresçam e se reproduzam.

Finalmente, todos os organismos são capazes de regular seus próprios ambientes internos.

Os biólogos são capazes de estudar a vida em vários níveis de organização, desde a biologia molecular de uma célula até a anatomia e fisiologia de plantas e animais, e evolução das populações.

Portanto, existem múltiplas subdisciplinas na biologia, cada uma definida pela natureza de suas questões de pesquisa e pelas ferramentas que utilizam.

Tal como outros cientistas, os biólogos utilizam o método científico para fazer observações, colocar questões, gerar hipóteses, realizar experiências e tirar conclusões sobre o mundo que os rodeia.

A vida na Terra, que surgiu há milhões de anos, é imensamente diversificada. Os biólogos têm procurado estudar e classificar as várias formas de vida, tais como bactérias, fungos, plantas, animais, etc.

Estes vários organismos contribuem para a biodiversidade de um ecossistema, onde desempenham papéis especializados na ciclagem de nutrientes e energia através do seu ambiente biofísico.

Creio que seja importante esclarecer o que são seres vivos e seres não vivos. Eis as características dos seres vivos e dos não vivos: Possuem vida: podem ser organismos unicelulares ou pluricelulares; nascem, crescem, se reproduzem e morrem; reagem a estímulos externos; possuem metabolismo.

Exemplos: Plantas, que precisam de água, luz solar e solo para viver. Animais, como peixes, mamíferos, répteis, etc. Bactérias e protozoários.

Os seres não vivos têm as seguintes características:

Não têm vida própria; não são formados por células; contribuem para a manutenção dos seres vivos.

Exemplos incluem água, gases, temperatura, etc.

Como poderíamos apresentar as principais características da vida?

1. A célula

A célula é a unidade microscópica estrutural e funcional dos seres vivos, constituída fundamentalmente de material genético, citoplasma e membrana plasmática.

A função da célula é realizar todas as funções necessárias à vida, como por exemplo a obtenção de energia e a reprodução. Por isso a célula é a unidade fundamental dos seres vivos. A célula é a unidade fundamental do corpo e do seu funcionamento.

A célula é a mais simples entidade que expressa característica de vida: ela pode crescer, dividir/reproduzir e ela morre também.

O ser humano, um inseto, uma planta são/têm célula ou são compostos de um grupo de células agindo em conjunto.

2. O gene

O gene é um segmento de uma molécula de DNA (ácido desoxirribonucleico - lê-se: dezoquicirribonucléico) responsável pelas características herdadas geneticamente. Cada gene é composto por uma sequência específica de DNA (as letras A T, C e G) que contém uma “receita” para produzir uma proteína que desempenha uma função no organismo.

O gene passa de plantas para plantas, de animais para animais, de um ser vivo para o seu descendente ou herdeiro.

Todos os seres vivos têm genes: animais, insetos, fungos, bactérias, plantas etc.

3. A evolução

Quando olhamos para trás, descobrimos que nossa evolução como ser humano é inegável. Em termos mentais e espiritual, nós, como seres humanos, temos evoluído. A evolução não apenas aconteceu, mas continua ocorrendo e em um tempo futuro ocorrerá sobre tudo e todos, o que será uma mudança revolucionária daquilo e naquilo que se possa compreender como biologia - o estudo da vida - pois essa mudança nos conduz (nos leva) para uma vida, um ser, uma existência, melhor projetada, como o desenhista, o projetista, o criador, a Causa não causada, o Eterno projetou.

4. Química

A vida é feita de células e químicas. A química é o estudo científico da constituição da matéria, suas propriedades e as leis que as regem.

Há milhares de reações químicas acontecendo o tempo todo em uma célula.

As reações químicas são responsáveis pelo crescimento da célula, sua reprodução, sua capacidade de capturar energia e usar energia, etc.

Embora a célula seja pequena, ela tem um mundo complexo e fantástico.

5.  Informação

A vida é construída com/de informação.

A vida está constantemente tendo que lidar com informações.

Toda a forma de vida coordena essas milhares de informações para manter a vida.

Essas informações encontram-se de maneira maravilhosa nas células que têm a ver com a vida. Essas informações fazem o trabalho de cada ser/coisa viva.

Conclusão

O que é vida?

A vida implica nestas 5 coisas: Célula, o gene, a evolução (o progresso/desenvolvimento), a química e a informação.

Os seres vivos são entidades físicas limitadas. Cada entidade física limitada é uma máquina de química e de informação.

Essa máquina de informação e química é uma entidade limitada que tem um sistema hereditário que determina como a vida funciona.

Esse sistema tem variabilidade, permitindo a evolução, o progresso de tudo. Caminhamos para a plenitude. O princípio de tudo tem a ver com o alfa - α - e o seu fim é o ômega - ω. O Eterno, a Causa não causada, é o alfa e o ômega; nele, por ele e para ele, tudo encontra sentido (Rm. 11:36). Ele é o criador de tudo, ele é vida, todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez (Jo. 1:3; Sl. 135:6). Ele tem o controle de todas as coisas (Pv. 16:33; 19:21). Os pensamentos (a inteligência, os saberes) do Senhor vão além daquilo que podemos pensar ou imaginar (Is. 55:8-9). Quem pode compreender plenamnte a mente do Senhor? (Rm. 11:34). Ele é capaz de fazer muito mais daquilo que pensamos (Ef. 3:20).